Apaixonar-se por Veneza em 48 horas

Não é surpresa nenhuma que Veneza seja visitada por 20 milhões de turista todos os anos: os canais em tons de esmeralda, a arquitectura gótica e a sua colorida vida ao ar livre são algumas das razões pelas quais isso acontece. A cidade flutuante é o sonho de qualquer fotógrafo.

 

Composta por 118 pequenas ilhas, separadas por canais e ligadas por pontes, Veneza é daqueles sítios que é preciso ver para crer.

 

Quando lá cheguei para uma escapadinha de fim-de-semana, apaixonei-me imediatamente por tudo na cidade - pela comida, pelas pessoas, pelos becos secretos e grandes e convidativas praças.

Onde ficar?

Veneza tem a reputação de ser uma cidade romântica, por isso não é de estranhar que haja uma ampla selecção de alojamentos espectaculares. Vai ter muito por onde escolher: desde os luxuosos e grandiosos hotéis de cinco estrelas com vista para os canais, até simples bed and breakfasts aninhados em bonitas ruas secundárias.

  • Se lhe apetece esbanjar num fim-de-semana inesquecível, acorde em estilo no Belmond Hotel Cipriani - o hotel escolhido pelo Sr. e Sra. Clooney, que ali se casaram em 2014. Este tradicional hotel veneziano tem à sua disposição um restaurante galardoado com estrelas Michelin, no qual pode jantar e apreciar uma vista sem comparação para a lagoa e para o Palácio do Doge.

  • Se quiser luxo por um custo um bocadinho mais baixo, marque a sua reserva no Hilton Molino Stucky Venice. Localizado numa antiga moagem nas margens da ilha de Guidecca, este sítio único transborda ousadia, com um terraço que inclui um bar e uma piscina.

  • Para desfrutar da melhor vista sobre a cidade, fique no hotel boutique Best Windows, localizado numa torre de relógio veneziana do século XV. Com vista para a Praça de São Marcos, este é o sítio ideal para viajantes desejosos de descobrir os museus, a história e o romance da zona.

  •  O bed and breakfast Ca’ del Tentor fica a uns cómodos 10 minutos a pé da estação de autocarros aquáticos de San Toma, a 10 minutos da Ponte de Rialto e a 20 minutos da Praça de São Marcos, do Palácio do Doge e da Ponte dos Suspiros. Se virar à esquerda ao sair do Ca’ del Tentor para a Praça de Roma, vai encontrar uma concentração de excelentes pequenos restaurantes.

Se optar por ficar fora de Veneza, poderá ter mais espaço pelo mesmo custo. A elegante guest house Domus Dotti V fica numa tranquila rua secundária em Treviso (perto do aeroporto). Dali, poderá chegar a Veneza de comboio em 30 minutos, por apenas três euros por pessoa. Embora Treviso não seja competição para o glamour de Veneza, certamente que é uma área que merece uma visita.

O que fazer?

  • Tomar um espresso na Praça de São Marcos. Esta experiência é um pouco como entrar num filme - sente-se e admire a arquitectura, escute a música ao vivo e passe uma hora a ver as pessoas e os pombos a passar.

  • Dê um passeio a pé. É muito fácil perder-se por becos estreitos, já que quase todas as esquinas parecem iguais. No entanto, ao desviar-se das rotas mais turísticas, vai ter a oportunidade de dar de caras com algumas pérolas menos conhecidas.

  • Se precisar de descansar os pés, veja a cidade a partir da água e flutue pelos canais numa gôndola. Tenha a câmara fotográfica a postos, à medida que vai passando por belos edifícios e não se esqueça de se baixar sempre que passar pelas pontes pequenas. Tenha também dinheiro à mão; os passeios de gôndola costumam custar cerca de 80 €. Dica: se não se importar de partilhar a experiência com outras pessoas, para poupar algum dinheiro, verá que a maior parte dos gondoleiros não se importam que a conta seja dividida em grupo.

Sente-se num restaurante à beira da água. Nada diz “amo-te” melhor do que jantar em grande estilo italiano, ao longo do Grande Canal. Delicie-se com pão fresco, pastas e tiramisu, enquanto o empregado serve vinho e os gondoleiros cantam com a alma, à medida que navegam perto de si.

O que ver?

  • A ponte pedestre de Rialto atravessa o Grande Canal. Ao sair da estação de comboios de Santa Lucia, vai ser impossível não se dar conta da imponente estrutura à sua esquerda. Tenha o seu selfie stick a postos, ao mesmo tempo que se junta à multidão, para obter o cenário perfeito para a sua foto.

  • A sensação de desembarcar e de estar mesmo no centro da Praça de São Marcos é uma experiência em si mesma. Ali, vai descobrir o Palácio do Doge e a Basílica de São Marcos. Lado a lado, estes dois edifícios estão entre os mais emblemáticos da cidade. Recheados de história, estes marcos religiosos têm uma arquitectura espantosa. Aproxime-se para apreciar as intricadas esculturas em pedra e as suas cores.

  • Se acha que a cidade tem uma beleza de perder a respiração do ponto de vista do terreno, então quando vir a cidade do topo, a partir de Campanile, o edifício mais alto de Veneza, vai perder completamente a cabeça. Há também uma abundância de bares e restaurantes em terraços, onde poderá desfrutar de uma noite romântica, observando as luzes da cidade a brilhar.

Está a pensar visitar Veneza em breve? Marque as suas fotos com #RyanairStories e poderá aparecer no nosso feed de Instagram.

 

Voos para Veneza

 

- Jessica Fogarty