Como navegar por entre os melhores restaurantes de Roma

Roma é Roma, onde há tantos restaurantes como vendedores de rua a vender selfie pods (sim, parece que são a nova moda e sim, claro que comprei um).

 

Assim sendo, tal como é difícil saber se o vendedor de rua não nos está a tentar enganar no preço, é também um mistério se o restaurante onde nos sentámos para comer é bom.

 

Sim, está na capital de um dos países mais famosos em termos gastronómicos. Contudo, encontrar um restaurante com uma boa relação qualidade-preço em Roma não é tão fácil como parece.

 

Todos os anos, mais de dez milhões de pessoas visitam a cidade, sendo que a maior parte destas o faz por apenas alguns dias. Isso faz com que seja provável que, durante a sua estadia, só tenham oportunidade de ir a um restaurante.

 

Isto quer então dizer que muitos restaurantes querem atrair o maior número de turistas possível, sem terem de se esforçar muito para criar uma clientela fiel, graças à sua comida de qualidade.

 

Esses restaurantes concentram-se no superficial: toalhas de mesa vermelhas e brancas, uma decoração elaborada, um tratamento tão cuidado que se vai sentir como se estivesse naquela cena do filme “A Dama e o Vagabundo”... só que o que lhe vai ser servido é um menu de refeições congeladas baratas, aquecidas num microondas e dispostas num prato. Que desastre!

 

O seu objectivo é comer deliciosa pasta italiana acabada de fazer, ou uma pizza romana de alta qualidade, só que corre o risco de lhe ser servido algo que podia ter comprado por 3 € no supermercado da esquina, pagando mais de 13 € pelo privilégio de estar num restaurante cheio de estilo. Sei que isto é verdade por experiência própria.

 

Essa não é a Roma que lhe interessa, e não quero que seja a Roma que vai conhecer!

 

Não receie, porque há formas de evitar que isto aconteça. Apresento-lhe em seguida algumas das minhas melhores sugestões para se orientar no mundo dos restaurantes em Roma. São baseadas em lições que aprendi a muito custo, para encontrar os melhores restaurantes da cidade e para que possa desfrutar de todas as refeições que comer na Cidade Eterna...

Alguns restaurantes de Roma sabem como fazer as coisas...

Olhe para as estrelas

Por lei, os restaurantes que servem refeições congeladas são obrigados a divulgar essa informação, marcando esse prato específico no menu com um asterisco. Se vir que o nome do prato tem essa estrelinha, é porque vai pagar por uma refeição congelada.

 

Algumas pessoas não se importam nada com isso e trocam uma refeição caseira, acabada de fazer, por um lugar perto de uma das mais belas piazzas de Roma. Em contrapartida, os amantes da gastronomia (vocês sabem quem são!) nem sonhariam em fazer tal coisa.

 

A minha dica é esta: Não deixe de visitar as belas piazzas e tire o melhor partido delas. Depois disso, faça um passeio pelas ruelas que rodeiam as piazzas e encontre um restaurante com um menu pequeno, daqueles que não têm fotos da comida.

Não tome decisões com fome

Esta é uma das maiores armadilhas para os turistas, porque vai andar muito a pé quando estiver em Roma. Assim, vai ter imensa fome à hora de almoço e, outra vez, à hora de jantar. Se estiver numa zona turística (o que é provável, porque toda a cidade é uma zona turística), vai ter muitos restaurantes por onde escolher.

 

Pessoas com fome tomam más decisões na hora de escolher um restaurante, especialmente quando isso é como encontrar uma agulha num palheiro, ao mesmo tempo que estão à beira de uma quebra de tensão. Não é possível, nessas circunstâncias, fazer a melhor escolha. Tente não acabar com uma grande desilusão e com menos 30 € na carteira.

 

Dessa forma, a minha dica é esta: Compre uma fatia de pizza, um panini ou um gelado onde quiser (ou um aperitivo, se for hora de jantar). Sente-se e coma num sítio qualquer que seja bonito. Não vá em busca de um restaurante enquanto se sente irritado/a ou desesperado/a; faça-o só quando se sentir mais reconfortado/a.

Verifique o que está colocado nas janelas

Se está à caça de um restaurante e não tem nenhuma recomendação, ou sequer uma ideia de onde está, procure os autocolantes das recomendações MichelinGambero Rosso, ou Slow Food.

 

Os autocolantes da Michelin não significam necessariamente que o restaurante tem estrelas Michelin (ou preços de estrelas Michelin); esses autocolantes indicam que o restaurante foi avaliado e é recomendado pela Michelin, que é uma fonte de confiança e com reputação.

 

A minha dica é esta: Se ganhar o jackpot romano e encontrar alguns bons restaurantes perto uns dos outros, com todos os autocolantes nas montras que quer encontrar, dê uma volta por todos eles e ponha em prática a sugestão que lhe apresento a seguir, para evitar toda e qualquer inveja gastronómica.

Não tire os olhos da meta

A meta aqui é a comida. Olhe para os pratos e veja com atenção aquilo que é servido. Observe a forma como as pessoas estão a comer. É muito fácil perceber se estão realmente a gostar da comida.

 

Olhe para as suas expressões faciais e escute-as: se lhe parecer que são romanas ou, pelo menos, italianas, então provavelmente está no caminho certo. Comer onde os habitantes locais o fazem costuma ser uma boa ideia.

 

Assim, a minha dica é que seja subtil. Tenha cuidado e não assuste as pessoas ao olhar fixamente para elas enquanto comem. Isso é falta de educação.

Quando os restaurantes de Roma fazem as coisas bem feitas...

Nunca se esqueça que...

Planear antecipadamente evita que tenha de comer pasta de má qualidade. Leia algumas das excelentes críticas gastronómicas online, escritas por quem sabe do que fala, antes de tomar a sua decisão.

 

Poderá descobrir trattorias que, de outra forma, nunca conheceria e, ao mesmo tempo, aprender a evitar armadilhas para turistas. Escreva os nomes e, muito importante, as moradas dos restaurantes que gostaria de visitar.

 

Dessa forma, a minha dica é esta: Roma é uma grande cidade, com muitos restaurantes, cujos nomes são parecidos. Isso pode tornar-se confuso para si. Para ficar contente, organize os seus restaurantes por zona. Eu iria mais longe e sugiro que os marque num mapa, para saber se está perto de um deles.

 

Estou a falar a sério. Quero regressar a Roma e fazer tudo isto, agora que aprendi a lição.

Onde comer barato?

Tome um aperitivo. As dicas sugeridas anteriormente ser-lhe-ão úteis também neste caso, mas se gastar pouco é o seu objectivo, fique a saber que os turistas mais espertos e os próprios romanos costumam ir a bares fabulosos, onde são servidos aperitivos à noite.

 

Compre a sua bebida, coma à borla e misture-se com os habitantes locais, num ambiente informal e cheio de vivacidade. É divertido, delicioso, está na moda e a sua carteira vai agradecer-lhe.

 

Dessa forma, a minha dica é esta: Ofereça-se um cocktail fino: no Gusto, estas bebidas custam cerca de 10 € e valem cada cêntimo, particularmente quando a comida é grátis!

 

Voos para Roma 

 

- Dee Murray