O que fazer em Bruxelas durante o Verão

A melhor forma de se apaixonar por completo por uma nova cidade é mergulhar de cabeça nos seus principais eventos.

 

Pode visitar os todos os marcos importantes e ver as principais atracções, mas não há nada como envolver-se com uma cidade cheia de gente divertida e participar na animação.

 

No que diz respeito a grandes eventos, Bruxelas joga uma cartada excepcionalmente forte, em particular durante os encantadores meses de Verão.

 

Apresentamos-lhe aqui um pequeno resumo dos melhores eventos estivais, dos quais pode desfrutar na bela capital da Bélgica...

Comer um pouco de Bruxelas enquanto bebe um vinho de Bordéus

O evento Eat!Brussels é o maior e melhor festival de gastronomia da cidade, tendo lugar todos os anos em Setembro.

 

Bruxelas é bastante conhecida por alguns pratos - os waffles, as batatas fritas, os mexilhões e o chocolate são algumas das delícias que nos vêm à mente - mas o Eat! Brussels celebra muito mais do que alguns pratos típicos: trata-se de uma mostra dos talentos culinários locais e do melhor da produção alimentar de Bruxelas.

 

Dezenas de chefs locais de renome escolhem um prato de assinatura dos seus restaurantes em cada dia do festival, para que possa provar alguma da melhor comida que Bruxelas tem para oferecer.

 

A melhor parte é que, enquanto come Bruxelas, pode beber Bordéus, já que o festival proporciona uma prova de vinhos, que lhe permite não só saborear, mas também aprender tudo sobre este famoso e fantástico vinho da região francesa de Bordéus. Bon appetit e bota abaixo!

Ir ao Brussels Summer Festival

O Festival de Verão de Bruxelas, ou Brussels Summer Festival, é uma extravagância de música, teatro, arte e performances, mas principalmente de música, que dura dez dias. Há que salientar, acima de tudo, a qualidade da música.

 

Frequentemente, o festival sugere um alinhamento de artistas que é particularmente impressionante. Contudo, não tem sido só a música a trazer pessoas continuamente ao BSF há 17 anos. O festival também tem um ambiente excepcional, havendo imenso a acontecer para lá da música.

 

As actividades alternativas são suficientes para o/a manter entretido/a durante dez dias inteiros, assim como aos seus amigos, família e praticamente qualquer pessoa. Um passe para todo o festival custa apenas 62 €, com passes diários entre os 22 € e os 27 €.

Beber um copo no bar Eliza

O bar Eliza é um bar pop-up, construído no Parque Elisabeth como parte do Festival Plazey, que decorre em Bruxelas. No entanto, o Eliza é muito mais do que um bar.

 

Para além de servirem cervejas ao sol, também organizam workshops, exposições de jovens artistas e têm um mini-cinema e uma pequena sala de concertos. O bar Eliza também tem uma área de descanso para atletas e muito mais.

 

Aberto todos os dias às 11 da manhã, permanece aberto até ao pôr-do-sol. Às quintas-feiras, pode tomar um copo e assistir a música ao vivo; os domingos são os dias dos workshops para crianças e DJs e, aos sábados, há sessões de ioga.

Ganhar uma nova perspectiva artística na exposição “Facing The Future”

O BOZAR [Palais des Beaux-Arts - Palácio das Belas-Artes] é o centro das belas-artes de Bruxelas. Até ao final de Setembro, vai poder encontrar uma exposição incrível, com trabalhos de 180 artistas, tanto da Europa, como da antiga União Soviética.

 

Toda a arte em exposição foi criada a partir de 1945, proporcionando uma visão fascinante sobre a forma como a cena artística da altura renasceu durante o ainda turbulento período que sucedeu ao horror e devastação das duas Grandes Guerras.

 

O que é particularmente interessante de observar é a forma como os artistas de ambos os lados da Cortina de Ferro desenvolveram a sua arte e fizeram experiências da mesma forma, com as mesmas técnicas, apesar da grande divisão e tensões entre as Europas Ocidental e de Leste.

Explorar o Atomium

OK, esta sugestão não é especificamente estival, mas é extremamente boa para o Verão, porque se subir até à “bola” no topo do edifício num dia de céu limpo e solarengo, vai ter direito a vista quase inesquecível.

 

Os jardins em redor do Atomium também são muito bonitos, para além de serem muito mais agradáveis de visitar quando o sol brilha! 

 

O Atomium foi construído para a Expo 58, a exposição mundial de Bruxelas de 1958. Foi remodelado em 2004 e é agora um museu dessa exposição, dedicado também ao próprio edifício.

Encher a barriga enquanto viaja de eléctrico

É sempre um prazer viajar num eléctrico de excursões para conhecer uma cidade nova. No entanto, este eléctrico leva-o/a a uma nova dimensão: não se trata de uma viagem de eléctrico qualquer.

 

Não, não. Esta é uma viagem completa ao paraíso dos amantes da gastronomia, completada com champanhe, toalhas de mesa impecavelmente brancas e um serviço de cinco estrelas.

 

Os menus foram concebidos por chefs aclamados dos melhores restaurantes belgas, mudando a cada poucas semanas. Embora os menus mudem, a missão do restaurante-eléctrico em movimento não se modifica.

 

Não importa quem concebeu o seu menu, porque pode ter a certeza de que vai estar a degustar uma versão finíssima de alguns dos pratos belgas mais apreciados, enquanto o eléctrico circula pelas bonitas ruas de Bruxelas.

Desfrutar do Fim-de-semana da Cerveja Belga

Estamos a falar de um fim-de-semana inteiro dedicado ao doce néctar em tons de âmbar, pelo qual a Bélgica é um país reconhecido.

 

Se precisava de uma boa razão para visitar Bruxelas durante um fim-de-semana, então diga-nos se há alguma melhor do que esta.

 

Este fim-de-semana cervejeiro acontece na Grand Place de Bruxelas, a praça central da cidade.

 

Consiste basicamente em provar as cervejas, pelas quais a Bélgica é mundialmente conhecida, desde cervejas artesanais produzidas por pequenas cervejeiras, até às grandes marcas.

 

A entrada neste evento é gratuita e só vai ter de pagar pelas cervejas que beber.

Fazer uma visita ao Festival da Banda Desenhada de Bruxelas

Assim como Bruxelas domina na arte de bem fazer waffles, batatas fritas e chocolate, é preciso dizer que também domina na nona arte, que é a arte da banda desenhada.

 

Afinal de contas, Bruxelas é a cidade onde Tintim nasceu e cresceu para o mundo. Desde 2010 que o Festival de Banda Desenhada decorre anualmente na cidade, celebrando o contributo belga para o universo da banda desenhada.

 

É um fim-de-semana fenomenal.

 

O festival decorre no Parque de Bruxelas, com museus de banda desenhada, editoras, livrarias e vendedores de comics, autores e artistas.

 

Para além disso, também decorrem workshops durante todo o fim-de-semana. Também decorre no parque um evento nocturno, assim como outras e variadas actividades relacionadas com a banda desenhada.

 

Pode combinar este evento com o festival de cerveja, que decorre em Bruxelas durante o mesmo fim-de-semana.

 

Voos para Bruxelas

 

- Dee Murray